Adoção

Em 45 anos, chinesa adota 47 crianças, a maioria com algum tipo de deficiência física

FONTE: RPA 

Mulher adota 45 crianças em 47 anos e transforma o ato em missão de vida

Aos 71 anos de idade, a chinesa Kong Zhenlan passou as últimas cinco décadas adotando crianças órfãs – a maioria com algum tipo de deficiência física.

Desde a década de 1960, Kong adotou 45 filhos e transformou o ato de adotar na sua missão de vida.

A idosa costumava passar pelos orfanatos do condado chinês de Jixian com bastante frequência. Certo dia, decidiu entrar no local e não suportou o que vira: crianças abandonadas, famintas, tristes. Nesse momento, decidiu adotar seu primeiro filho, à época um bebê, atualmente com quase 50 anos de idade.

Apesar do salário insuficiente para o sustento de uma família inteira, Kong continuou a adotar e a alimentar as crianças. Por vezes não havia dinheiro para comprar comida, e eles precisavam buscar sobras no lixo.

Atualmente, os filhos mais velhos, adotados há 47 anos, já possuem suas respectivas famílias e estão espalhados pela China continental. Ainda assim, eles costumam enviar parte do salário para ajudar a mãe a sustentar os irmãos mais novos.

Em uma entrevista concedida à Pear Video, Kong afirma ter “abandonado as noites de sono há tempos”. Ela costuma colocar as crianças para dormir por volta da meia-noite e acordar às 2h para conferir se todos estão bem.

A idosa quis dar aos filhos a educação que jamais teve: todas as 45 crianças frequentaram a escola e algumas se formaram no ensino superior. Há médicos e professores na família!

E ela não para de adotar filhos: o mais novo tem 9 meses de idade.