Ação humanitária

Jornalista espanhol sugere Prêmio Nobel para bombeiros em Brumadinho

FONTE: O TEMPO 

"Bombeiros fizeram de suas mãos, mergulhadas na lama mortal, um instrumento de paz e de esperança de poder encontrar vida", disse o colunista

O colunista do jornal espanhol El País, Juan Arias, sugeriu nesta sexta-feira (1º) a entrega do prêmio Nobel da Paz para os bombeiros que atuam em Brumadinho.

"Foram esses bombeiros anônimos, mal pagos, que não hesitaram em arriscar a própria vida para salvar a dos outros, que nos ofereceram um pouco de oxigênio quando começávamos a desconfiar de tudo e de todos", escreveu o colunista.

Em seu texto, o espanhol sugere que o trabalho dos militares após a tragédia, que completa uma semana, conseguiu o "milagre de unificar por um instante um país quase em guerra".

"A política, com todas as suas corrupções e ambiguidades, não está sendo no Brasil um catalisador de esperanças. O que o país precisa é acreditar que ainda é possível encontrar pessoas comuns e anônimas capazes de oferecer um exemplo de abnegação e de luta para salvar vidas e não para humilhá-las e sacrificá-las", argumentou.

O colunista ainda citou o trabalho do jovem porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Pedro Aihara, que disse que os militares trabalham pela pessoas como se "fossem nossas mães e nossos pais".

A publicação lembrou ainda que o Brasil nunca ganhou um prêmio Nobel. "Por que não dar o Nobel da Paz este ano aos bombeiros de Brumadinho que conquistaram simpatia e admiração dentro e fora do país com seu exemplo de abnegação?", escreveu.