Fonte : Governo do estado do Ceará
Por: Milena Fernandes - Ascom HSM

Máscaras, fantasias, confetes, serpentinas, adereços e muita alegria. Durante toda essa semana, os pacientes internados no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM) foram convidados a cair na folia. Bloquinhos e marchinhas foram organizadas em diversos setores da unidade hospitalar do Governo do Ceará.

Os pacientes atendidos pelo Núcleo de Estudos em Esquizofrenia do HSM percorreram com roupas coloridas, colares e chapéus alguns setores e a área externa do hospital, em um verdadeiro bloco de carnaval. A folia, organizada pelos profissionais do núcleo aconteceu na última terça-feira, 18.

A proposta foi feita pelo pelos próprios pacientes. “Pedimos que eles escolhessem uma atividade e a escolha foi o bloquinho de carnaval. Através desse momento de diversão foi possível desenvolver habilidades e a interação social dos pacientes. Foi muito animado e eles demonstraram muita satisfação”, conta, a psicóloga do serviço, Ana Carla Castro.

No Centro de Terapia Ocupacional, diversos pacientes internados por diversos transtornos mentais também tiveram a oportunidade de festejar o carnaval. O ambiente foi todo decorado pelas terapeutas, com motivos carnavalescos, tudo bem colorido para despertar a atenção dos pacientes. A coordenadora do serviço, Marcionília Pereira de Andrade, explica que esse tipo de festa faz parte da humanização do tratamento.



“Com a realização desses festejos, nós trabalhamos a questão de orientação do tempo, dando a oportunidade deles participarem e perceberem os fatos que estão acontecendo no mundo. Além disso, desenvolvemos a autoestima. As mulheres se produzem, se enfeitam. Existe um preparo para participar daquele momento e isso é muito importante no tratamento, na melhora da saúde mental de cada um deles”, afirma.

Um dos pacientes, L.G.S, 32 anos, internado devido ao uso de álcool e drogas, foi escolhido para ser o rei da folia. Apesar de já ter recebido alta, fez questão de participar da festa. “Estou comemorando minha recuperação. Aqui eu recebi o tratamento que precisava, além do apoio, atenção e carinho dos profissionais. Vou sair daqui com o propósito de mudar de vida, buscando novos ambientes, novas amizades e o compromisso de voltar para o Elo de Vida (serviço oferecido pelo HSM), que faz o acompanhamento que eu preciso para não ter recaída”, revela.

Quem também fez questão de participar da folia foi a paciente K.B.M, 40 anos, internada por esquizofrenia. “Eu aproveitei para me maquiar, me enfeitar, estou muito feliz porque adoro carnaval e estou podendo dançar bastante e me divertir nessa festa do hospital”.

As comemorações carnavalescas do hospital foram encerradas na manhã desta quinta-feira, 20, com mais um bloco de carnaval. Desta vez, os participantes foram os pacientes masculinos da unidade 1. Com a ajuda dos profissionais que lidam diariamente com eles, organizaram um trenzinho e percorreram diversos setores da unidade hospitalar, passando pelas enfermarias, emergência, ambulatórios e administrativo, animando colaboradores, acompanhantes e outros pacientes.