Fonte: Governo do Brasil - Imagem: Divulgação ASCOM

Serão investidos R$ 18 milhões em 15 veículos. O primeiro deles foi entregue ao ICMBio para ser usado no Parque Nacional de BrasíliaSerão investidos R$ 18 milhões em 15 veículos. O primeiro deles foi entregue ao ICMBio para ser usado no Parque Nacional de Brasília

O período de seca já chegou em boa parte do país e para ajudar no combate de queimadas em parques e unidades de conservação, o Governo Federal está investindo R$ 18 milhões na aquisição de caminhões no modelo Auto Bomba Tanque Florestal (ABTF).

A previsão é que sejam entregues 15 veículos até o final do ano. O primeiro deles foi apresentado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) para ser usado no Parque Nacional de Brasília nesta quarta-feira (18).

 “A prevenção e a atuação do Governo Federal em conjunto, especialmente com Ibama e ICMBio na prevenção de incêndio, é uma ação importante para a preservação e para proteção da natureza, especialmente dos parques nacionais”, ressaltou o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite.

Auto Bomba Tanque Florestal
O modelo dos caminhões foi projetado e customizado especialmente para atender as necessidades dos brigadistas no combate ao fogo. O tanque tem capacidade de armazenamento de sete mil litros de água e mais de 600 metros de mangueiras para captação de água de lagos e rios.

E para facilitar o deslocamento em terrenos acidentados, os veículos contam com tração nas quatro rodas. Na parte de cima, um esguicho canhão de longo alcance espalha a água nas chamas mais distantes.  

A aquisição dos caminhões Auto Bomba Tanque Florestal faz parte de um trabalho de modernização e logística que será implementado ao longo do ano no combate a incêndios. A medida inclui a atuação de brigadistas.

“Nós temos uma ação conjunta, temos uma operação chamada Guardiões do Bioma junto com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o MDR, Ministério do Desenvolvimento Regional, o Ibama e o ICMBio. Em conjunto, estamos com quase seis mil brigadistas de pronto emprego para atuação nos incêndios neste ano e esse caminhão tanque é uma das entregas que a gente está fazendo agora”, completou o ministro.

Plano Integrado
A Operação Guardiões do Bioma é a primeira iniciativa integrada do tipo no País e envolve também as secretarias estaduais de Segurança Pública e de Meio Ambiente, além do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom). A ação vai atuar no planejamento, prevenção, repressão a crimes ambientais na Amazônia, Cerrado e Pantanal.

São quase seis mil profissionais, sendo 200 bombeiros e policiais militares da Força Nacional de Segurança Pública, 1.642 do Ibama, 1.427 brigadistas do ICMBio, 1.570 bombeiros e policiais militares ambientais dos estados. Mais 900 bombeiros de outras unidades da federação fora da área de atuação poderão ser enviados para reforçar o efetivo, caso necessário. O foco da operação é no Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Goiás.