Fonte: Governo do Estado de São Paulo 
Imagem: Pixabay

Atualmente, os incêndios florestais são considerados uma das maiores ameaças à biodiversidade e conservação ambiental.


Causando a morte de animais silvestres, prejudicando a vegetação, aumentando a poluição do ar, diminuindo a fertilidade do solo, além de apresentarem risco de acidentes de queimaduras com vítimas e afetarem a saúde da população. Estudos apontam que a maior parte dos incêndios florestais é decorrente de ação antrópica – causados pelo homem, de maneira acidental ou intencional –, entre eles, além das queimadas para fins agrícolas, queima de lixo, fogueiras e balões.

Fique alerta:

As queimadas emitem gases tóxicos que prejudicam o meio ambiente e a saúde humana, causando problemas no sistema respiratório e desordens cardiovasculares;

Não faça queimada para limpeza de terreno ou para destruição de lixo, optando sempre pelo descarte no lugar indicado;

Não jogue cigarros ou fósforos acesos às margens de rodovias;

A soltura de balões, além de ser crime, pode provocar acidentes aéreos e incêndios;

Incêndios florestais podem causar interrupção no transporte público, na distribuição de energia elétrica e nas redes de comunicação.

O que fazer durante:
Ao avistar fumaça suspeita ou fogo de incêndio em mata, informe imediatamente o Corpo de Bombeiros (193).