Fonte: Governo do Estado do Piauí - Imagem:ទ័រ កញ្ញា por Pixabay

A campanha, originada em 6 de dezembro de 2020 e também conhecida como Campanha do Laço Branco, é perene e será divulgada cada dia 6 durante todos os meses de 2021

A Defensoria Pública do Estado do Piauí aderiu à campanha “Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”, da Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica – Comissão Piauí (ABMCJ-PI). O defensor público geral, Erisvaldo Marques dos Reis está integrando as postagens divulgadas por meio do Instagram da Associação. A campanha, originada em 6 de dezembro de 2020 e também conhecida como Campanha do Laço Branco, é perene e será divulgada cada dia 6 durante todos os meses de 2021.

Idealizada com base na Lei n. 11.489/2007, que instituiu o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, a campanha da ABMCJ-PI visa contribuir para combater a violência contra mulheres e crianças, que é crescente no Brasil, como demonstram os números relativos a denúncias e casos de violência doméstica e familiar, além dos feminicídios, que aumentaram durante o ano de 2020, especialmente durante a pandemia. No Piauí, o número de casos de feminicídio cresceu 45%, chegando a quase 20 vítimas nesse período.

A presidente da ABMCJ-PI , Eduarda Mourão, diz que é preciso unir forças no enfrentamento desta endemia que assola a sociedade e destaca o fato dessa atitude ser tomada apoiada por homens de diversos setores profissionais, que repudiam a violência de gênero e acreditam na união de forças e no respeito e dignidade das mulheres, tanto do Piauí como de todo o país.

“No ano de 2020, com a pandemia, foi observado esse aumento assustador nos índices de violência doméstica e familiar e também nos feminicídios, o que faz com que haja um retrocesso em todos os trabalhos anteriormente praticados, uma vez que causa um repúdio muito grande nas entidades e na própria sociedade ver essa violência se propagando de forma absurda. Dessa maneira, nós da ABMCJ decidimos estender essa campanha por todo o ano de 2021 no Piauí, tendo como base a campanha do Laço Branco, que ocorre em 6 de dezembro desde 2007. Vamos fazer postagens nas redes sociais para que reverberem em todas as redes possíveis e também junto as ABMCJ de todo o país. Temos recebido a adesão de homens de diversos setores profissionais, o que é muito importante porque não queremos fazer somente no meio jurídico, para que eles falem para outros homens, já que sabemos por meio de pesquisas que os homens ouvem mais e acatam mais os conselhos de outros homens em relação a agressão a suas mulheres, e nós mulheres precisamos caminhar em igualdade com os homens, buscando o apoio deles para o fim da violência. Para nós é uma grande satisfação termos a adesão e apoio do defensor-geral, Erisvaldo Marques, e contamos não só com o apoio dele, mas convidamos os demais defensores que quiserem se engajar conosco na ABMCJ, serão muitos bem vindos”, afirma Eduarda Mourão.

O defensor público geral, Erisvaldo Marques, fala sobre a importância do combate à violência contra as mulheres. “A Defensoria Pública tem estado sempre alerta em relação a combater esse tipo de violência que, infelizmente, teve significativo aumento durante a pandemia. Nesse combate contamos com a atuação eficaz do Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, bem como de todos os demais setores da Defensoria. Todos os anos a Defensoria Pública se engaja na Campanha do Laço Branco porque entendemos que é preciso debater e combater a violência contra a mulher em todos os lugares, nos círculos de convivência, no ambiente profissional e familiar, nas rodas de amigos. Homens e mulheres devem se posicionar, pois é uma luta de todos. Assim não poderíamos deixar de participar da importante Campanha da ABMCJ-PI, que consideramos mais uma ferramenta nesse enfrentamento”, afirma