Fonte: BBCBrasil - Imagem: Pixabay

Grávida trabalhando diante do computador; 'é um tabu gigante' no mercado de trabalho, escreveu uma mulher que foi contratada durante a gestação

Quando compartilhou a notícia de que havia sido contratada por uma nova empresa mesmo estando grávida de mais de 20 semanas, a contadora gaúcha Betina Brina Teixeira recebeu olhares incrédulos até mesmo de mulheres.

"Me perguntavam: 'te contrataram mesmo? Não é um emprego temporário?'", conta. "Me chamou a atenção que isso não foi normalizado. Ainda causa um choque."

Betina, que iniciou há dois meses sua nova posição na contabilidade de uma fintech (empresa provedora de produtos financeiros digitais) e concilia o trabalho com as semanas finais da gestação, contou sua conquista profissional em um post na rede social corporativa Linkedin:

"CONTRATADA GRÁVIDA??? SIMMMM! Ser mulher no mercado de trabalho é desafiador, infelizmente ainda existe uma 'provação' extra que precisamos fazer, pelo simples fato de ser. Ser mulher e gestante, aí é um tabu gigante. A maternidade e o mercado de trabalho ainda estão construindo um relacionamento, aos poucos as pessoas vão mudando a mentalidade e provavelmente esse tipo de situação 'constrangedora' irá virar história", escreveu, comemorando a "recepção acolhedora" que recebeu de seus novos empregadores e colegas de trabalho.