Imagem: Cedida pelo Portal do Governo
Fonte: Do Portal do Governo do Estado de São Paulo 

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do programa Praia Acessível, realizou na última sexta-feira (14) em Ilha Comprida, litoral sul de São Paulo, um passeio inclusivo com pacientes da Rede Lucy Montoro – Unidade de Pariquera-Açu.

Imagem: Pexels - Ilustrativa
Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) apresentou levantamento inédito sobre o número de pessoas transgêneros que estão nos presídios do estado. A pesquisa, realizada em outubro do ano passado, apontou que, das então 232.979 pessoas custodiadas na SAP naquele período, 869 se declararam mulheres trans ou homens trans. Ao todo, eram 5680 presos(as) LGBTQI+, equivalente a 2,44% da população total.

Imagem: Assessoria/Sesp-MT
Fonte : Governo do Mato Grosso
Por: Hérica Teixeira | Sesp-MT

O ano era 1990 e Vania Pereira de Souza, 19 anos, foi aprovada no concurso público estadual para Agente Carcerária, função que anos depois passou a ser conhecida como de Agente Penitenciária. Nem mesmo o desafio de enfrentar o primeiro concurso público foi maior que o preconceito no início da profissão.

Segundo ela, os ataques vinham de dentro e fora do ambiente de trabalho. A todo tempo tinha que provar que era capaz de fazer as mesmas funções exercidas pelos homens, seja na revista, tranca, torre de monitoramento, manuseio de arma pesada, dentre outros.

Imagem: Pixabay / Ilustrativa
Fonte:
Governo do Mato Grosso
Por: Mainna Gracie Figueiredo | Seadtur MT

A pesca esportiva ainda é um exercício pouco praticado no Brasil, apesar da potencialidade do país. De acordo com dados do Sebrae, o esporte movimenta anualmente R$ 1 bilhão. O montante está bem abaixo de outros países como na Alemanha (U$ 8,2 bilhões), Inglaterra (U$ 6,2 bilhões) e Estados Unidos (U$ 24 bilhões), de acordo com números do Ministério do Meio Ambiente.

Imagem : Pixabay
Fonte : Agência de notícias Prefeitura de Salvador

Os catadores de material reciclável que trabalham nos circuitos do Carnaval contam com ampliação da infraestrutura e assistência da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre). Os espaços, localizados na Baixa dos Sapateiros e na Barra (Avenida Centenário), oferecem local para descanso, higiene e alimentação.

Imagem: Pexels
Fonte : Drauzio Varella
Por: Rafael Machado

No fim de um dia comum, você provavelmente segue uma rotina. Em linhas gerais, para muita gente isso significa chegar em casa, tomar banho, assistir a um episódio da série favorita enquanto janta e, quando o sono bate, deitar na cama e dormir. Para outros, porém, o simples ato de chegar em casa já é impossível, pois eles sequer têm moradia fixa. A população em situação de rua precisa buscar todos os dias um lugar para dormir, comer e tomar banho.

Subcategorias