Fonte: Agência Notícias do Maranhão

Com um volume de 1 tonelada de roupas lavadas por dia, a lavanderia instalada dentro do Complexo Penitenciário de São Luís, no início do ano, oferece oportunidade de trabalho e qualificação para 30 custodiados do sistema prisional.

A iniciativa do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP), resultou na inserção de empresas privadas como a Lençóis Maranhenses, que funciona no galpão multiuso I, dentro do Complexo Penitenciário de São Luís.

A instalação da lavanderia foi um dos grandes projetos inovadores realizados pela SEAP dentro do sistema penitenciário do Maranhão. “A parceria público-privada com a empresa Lençóis Maranhenses veio somar ainda mais com os projetos, que já são realizados através do programa ‘Trabalho com Dignidade. São 10 galpões multiusos em funcionamento para realizar esse tipo de ação que oportuniza qualificação e trabalho aos internos”, disse o secretário Murilo Andrade, da SEAP.

Na lavanderia, os internos trabalham todos os dias, divididos em dois turnos de trabalho. Mensalmente eles conseguem lavar uma média de 30 toneladas de roupas. Desde o funcionamento da lavanderia, eles já lavaram o equivalente a 250 toneladas de roupas hospitalares, o que corresponderia a quantidade de 250 carros populares, como um Ford Ka.

Para a proprietária da empresa, Noélia Cutrim, a experiência tem sido inovadora. “Temos tido o apoio da SEAP para desenvolver o trabalho com sucesso apesar dos grandes desafios que são enfrentados. Além disso, temos encontrado pessoas com muita vontade de trabalhar, de se sentir útil e de crescer, o que nos motiva ainda mais, e estamos todos de mãos dadas e felizes com o resultado alcançado, tanto que pretendemos aumentar a quantidade de colaboradores”, disse.

Os internos são responsáveis por lavar vestimentas hospitalares, que são identificadas como enxoval hospitalar, para dois grandes hospitais e uma maternidade. Dentre as peças do enxoval, estão inclusos lençóis, privativas, batas, campo cirúrgico e toalhas.

Para atender toda a demanda, a lavanderia conta com duas secadoras e quatro lavadoras. Entre as etapas do trabalho, na 1ª fase inclui a triagem onde são separadas as roupas por grau de sujidade, depois inicia o processo de lavagem que pode ser leve ou pesada.

Em seguida, as roupas lavadas ficam na secadora e depois as que necessitam são passadas na calandra, finalizando com a dobragem e a expedição, que é a entrega do produto.

A devolução das peças é realizada diariamente, em até 24 horas, período que a equipe de internos realiza a lavagem, secagem, passagem e dobra das roupas.

Durante a pandemia, o processo teve algumas implementações para a prevenção e sanitização das peças e do ambiente para manter os padrões estabelecidos pela Vigilância Sanitária. Como o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pelos internos e colaboradores, o prazo de lavagem dobrou passando de 24 horas para 48 horas, o uso de produtos utilizados durante a lavagem indicados pela Anvisa, e higienização diária da lavanderia.