Fonte: Climatempo - Imagem: Ron Lach no Pexels

A utilização descontrolada de combustíveis fósseis e as queimadas em matas e florestas estão entre as principais causas do aumento na emissão dos gases.

de efeito estufa (GEE), provocando o aquecimento global - e consequências climáticas e ambientais que podem chegar a inviabilizar a vida humana na Terra. Governos, empresas, entidades e cidadãos buscam hoje formas de minimizar esse impacto. Mas não é preciso se engajar em nenhum projeto grandioso ou complexo para contribuir hoje mesmo para esse objetivo. Bastam algumas mudanças simples de hábitos no dia a dia.

Confira seis maneiras de colaborar para evitar o aquecimento global, sugeridas pela Embalixo, que é um empresa brasileira fabricante de sacos para lixo. Ela foi a pioneira em colocar no mercado o primeiro saco para lixo carbono zero, composto por matéria-prima feita de plantas e com tecnologia que captura a emissão de gás carbônico Recentemente lançou o primeiro saco para lixo vegano do mundo.

“Mas muita gente esquece que, mesmo nas pequenas atividades da rotina, estamos gerando dióxido de carbono e que certas atitudes contribuem direta ou indiretamente para o aquecimento global”. ( Rafael Costa, diretor comercial da Embalixo)

1) Evite usar o carro sempre que possível.
Quando queimam combustíveis, os veículos também emitem gases de efeito estufa. Dados do Instituto Akatu mostram que, se você trocar o automóvel pela caminhada cinco vezes na semana em percursos curtos, de até três quilômetros, consegue evitar a emissão de uma quantidade de gases equivalente à liberada na produção de energia elétrica para uma casa por 41 anos. Se não quiser ir a pé, vá de bike. Pesquisas apontam que a emissão pelas bicicletas pode ser mais de 30 vezes menores para cada viagem do que a de automóveis tradicionais e 10 vezes menor que carros elétricos.

2) Prefira consumir produtos comprovadamente carbono zero
Ou seja, que realizam a devida compensação ambiental durante sua produção e neutralizam a emissão dos gases. No saco para lixo carbono zero da Embalixo, por exemplo, o material de fonte renovável feito a partir de cana de açúcar - que já captura carbono em sua fabricação - se junta ao plástico reciclado, cuja emissão já é baixa. O resultado dessa mistura é a neutralidade. Além de não gerar emissão de carbono, o produto pode ser reciclado e apoiar a economia circular, retirando o plástico que seria descartado no meio ambiente e, assim, evitando resíduos.

3) Desligue a luz ao sair de um ambiente
Além disso, prefira lâmpadas de LED, especialmente durante o inverno. Com pouca chuva nessa estação e níveis baixos das reservas de água das hidrelétricas, a demanda de consumo exige o acionamento das usinas termoelétricas, o que impacta não só o seu bolso, mas lança mais gases na atmosfera.

Saiba o poder que a reciclagem tem

4) Evite o lixo digital.
O acesso à internet e o armazenamento na nuvem é processado por servidores que, para funcionar e manter o resfriamento necessário, consomem cerca de 30 bilhões de watts para guardar nossos dados – ou o equivalente à produção de 30 usinas nucleares. Limpe sempre dos seus dispositivos eletrônicos documentos, vídeos e imagens que não utiliza mais. Desinstale aplicativos que deixaram de ser úteis. Exclua mensagens antigas de e-mail e cancele a assinatura de boletins que você não lê.

5) Não desperdice alimentos
O processo de decomposição dos alimentos também libera gases de efeito estufa, inclusive o metano, muito mais potente que o gás carbônico. Planeje bem suas compras e a quantidade, congele ou reaproveite as sobras em outras refeições. Experimente também receitas criativas com folhas, talos e cascas de legumes, verduras e frutas, que são nutritivas e conferem mais sabor.

6) Monitore e reduza sua pegada de carbono
Monitorar e reduzir a pagada de carbono, ou seja, as emissões diárias de tudo o que você faz. Calculadoras gratuitas ajudam nessa tarefa. Isso permite a você fazer um equilíbrio das atividades ou até mesmo algum tipo de compensação, como contribuir para um projeto de reflorestamento. A boa notícia é que assistir à sua série favorita na televisão, por exemplo, segundo estudo, não tem grande impacto no efeito estufa, assim como preparar pacotes de pipocas no microondas.