Fonte: Agência de Notícias do Paraná - Imagem: Divulgação

As mudas de frutíferas e floríferas serão utilizadas na recuperação da arborização urbana do município e de áreas degradadas, recomposição de mata ciliar e educação ambiental. Elas são produzidas nos viveiros florestais do Instituto Água e Terra (IAT).

O Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), firmou um Termo de Compromisso com a Prefeitura de Cascavel, neste sábado (31), para a doação de 1 milhão de mudas de árvores nativas frutíferas e floríferas ao município. Também foi inaugurado na cidade um Centro de Atendimento à Fauna Silvestre (CAFS).

O plantio segue o Programa Paraná Mais Verde, do Governo do Estado, o Plano Municipal de Arborização da cidade, e o Projeto Cascavel Cidade dos Rios Floridos, iniciativa do Grupo Amigos dos Rios.

De acordo com o secretário Márcio Nunes, Cascavel se torna uma cidade modelo no cuidado com o meio ambiente e com a sustentabilidade.

“O Paraná tem um dos maiores programas de recuperação de áreas degradadas do mundo”, afirmou. “Este tipo de parceria é fundamental para ampliar esse cuidado, garantir a preservação, avançar na sustentabilidade e na qualidade de vida”.

Por meio do programa Paraná Mais Verde, o IAT produz cerca de 3 milhões de mudas de árvores nativas em 21 viveiros florestais e dois laboratórios.

COMPROMISSO – O Termo de Compromisso firmado tem como premissa básica despertar o “ser” voluntário; buscar a preservação e a conservação dos recursos hídricos, com o fortalecimento e a consolidação do projeto Rios Florido; possibilitar o conforto e bem-estar da população de Cascavel; além de fomentar o turismo e o lazer.

As mudas serão utilizadas na recuperação da arborização urbana, recuperação de áreas degradadas, recomposição de mata ciliar, educação ambiental, no fomento e fortalecimento do projeto Cascavel Cidade dos Rios Floridos.

O projeto é uma iniciativa da sociedade civil, por parte do Grupo Amigos dos Rios. Segundo o coordenador do grupo, Adelar Valdemari, a intenção é fazer da cidade um modelo de ecoturismo.

“Traremos pessoas do mundo inteiro para conhecer como é o modelo de recuperação dos rios, lagos e nascentes de Cascavel, que associa educação ambiental, preservação ambiental, cuidado com a vida e turismo”, afirmou.

De acordo com o diretor de Políticas Ambientais da Sedest, a iniciativa contribui para a política de educação ambiental do Estado. “Ações como essa fortalecem os aspectos da educação ambiental da população do entorno destes corpos hídricos, contribuindo para a construção de valores sociais para a conservação do meio ambiente e de áreas de uso comum”, afirmou.

Cabe à administração municipal a guarda e destinação das mudas de árvores nativas frutíferas e floríferas que serão recebidas do Governo do Estado por meio do Programa Paraná Mais Verde, da Sedest.