Fonte: CNNBrasil - Imagem: Pixabay

Porto do Açu conquista pela segunda vez premiação promovida por associação internacional do setor

As tartarugas-cabeçudas, que desovam entre o norte do Rio de Janeiro até o litoral norte do Sergipe, vêm sofrendo com o aumento das atividades pesqueiras. Além disso, as regiões portuárias costumam também ser uma ameaça a essas e outras espécies marinhas.

No entanto, um projeto do Porto do Açu – em São João da Barra, no norte do estado do Rio de Janeiro, já realizou mais de 65 ações de liberação de filhotes da tartaruga-cabeçuda e de educação ambiental, atingindo um público de 7.500 pessoas. Por conta da parceria da comunidade, com o Instituto Estadual do Meio Ambiente e o Centro Tamar/ICMBio, mais de 14 mil ninhos foram identificados e protegidos.

Essa espécie é protegida totalmente por instrumentos legais nacionais, que proíbem a predação, assim como também protege as áreas de desova. No Brasil, essas tartarugas podem chegar de 100 a 180 kg.

O Porto do Açu conquistou pela segunda vez o Prêmio Mundial de Sustentabilidade 2021 promovido pela Associação Internacional de Portos (IAPH, na sigla em inglês), agora em duas categorias. O prêmio é o mais importante reconhecimento mundial para as melhores práticas de sustentabilidade no setor portuário.

O Açu foi o único terminal portuário premiado em duas categorias, entre 37 de 21 países diferentes, com 64 projetos inscritos. Protegendo as Tartarugas Marinhas foi o projeto que venceu na categoria ambiental. Já o projeto Juntos na Luta contra a Covid-19 foi premiado na categoria Saúde, Segurança e Proteção.

“Em 2020, o projeto celebrou a liberação ao mar do filhote nº 1 milhão, uma relevante contribuição para a preservação da espécie conhecida como tartaruga cabeçuda, que utiliza as praias da região para desova. E as ações do Porto do Açu contra a Covid-19 ajudaram a reduzir os impactos socioeconômicos na comunidade local e portuária. Ao mesmo tempo, garantimos a segurança de nosso pessoal e a continuidade operacional portuária”, afirma Vinícius Patel, diretor de Administração Portuária do Porto do Açu.

O Porto do Açu tem o terceiro maior terminal de minério de ferro do Brasil, é responsável por 25% das exportações brasileiras de petróleo e já é o terceiro maior porto nacional em movimentação de cargas.