Fonte: Agência de Minas - Imagem: Mike B no Pexels

Durante dois dias, moradores entregaram 14 espécimes silvestres que serão tratados e devolvidos ao seu habitat.

Entregues voluntariamente por moradores de Curvelo, na região Central de Minas Gerais, animais silvestres serão reabilitados e preparados para serem soltos na natureza. Eles foram recebidos na operação coordenada pela a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), nos dias 29/3 e 30/3.

Durante os dois dias, uma van estacionada no centro de Curvelo recebeu, de forma voluntária, animais silvestres não legalizados que estavam sendo criados em domicílios. Foram 14 espécimes silvestres entregues voluntariamente e levadas para o Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetras), de Divinópolis, no Centro-Oeste do estado.

A ação, coordenada pela Superintendência Regional Central Metropolitana (Supram) da Semad, foi amplamente divulgada e bem recebida pelos moradores. De acordo com coordenadora do Núcleo de Fiscalização Preventiva da Diretoria de Estratégia e Fiscalização da Semad, Larissa Martins, foram entregues diversas espécimes de animais silvestres, dentre elas: jabuti, papagaio, pássaro-preto, periquito-rei e mico.

“A operação é muito importante para criar a consciência ambiental na população. Muitas pessoas, curiosas para verem os animais entregues, foram até nós e receberam informações referentes às formas corretas de criação das espécies. Disseminar essa consciência é a nossa missão”, avalia Larissa.

Quem fez a entrega não foi autuado e recebeu um documento da Semad comprovando a devolução voluntária. A criação de animais silvestres sem prova de origem é crime, sob pena de multa e apreensão do bicho.

Destaque
Um dos destaques desta operação em Curvelo foi um mico que estava, de acordo com Larissa, debilitado. Ele estava com dificuldades para urinar e evacuar, e com uma bexiga cheia. “Na avaliação do veterinário, ele pode ter levado choque nas fiações elétricas, por onde eles costumam andar. Ele foi medicado e tratado, e já está se recuperando”, de acordo com Larissa.

A operação de entrega voluntária de animais silvestres está prevista no Plano Anual de Fiscalização Ambiental da Semad de 2022, e visa conscientizar a população sobre a importância da devolução das espécies silvestres ao seu habitat, tanto para o bem-estar do bicho quanto para o equilíbrio do meio ambiente.