Fonte: Infovital - Imagem: Gustavo Fring no Pexels

Boletim aponta reaparecimento de outros vírus respiratórios além da Covid-19 em crianças de 0 a 9 anos.

O Boletim Infogripe da Fiocruz, publicado na última quinta-feira (28), alerta para o reaparecimento de outros vírus respiratórios que têm causado Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em crianças de 0 a 9 anos — como é o caso do Bocavírus e das Parainfluenza 3 e 4.

Os dados mostram que a incidência de SRAG está estável entre crianças, mas a média ainda é considerada alta, de 1.000 a 1.200 casos semanais — índice semelhante ao de junho de 2020.

Casos de Vírus Sincicial Respiratório (VSR) e de Rinovírus também foram registrados desde o começo de 2021. O boletim verificou que houve aumento significativo de VSR nessa faixa etária. Os valores semanais foram superiores aos observados de Sars-CoV-2 (Covid-19).

Segundo o instituto, o Vírus Sincicial Respiratório é uma das principais causas de infecções das vias respiratórias e pulmões em recém-nascidos e crianças pequenas.
Em crianças de até dois anos, o VSR é responsável por 75% das bronquiolites e 40% das pneumonias durante seu período de maior incidência. Crianças com menos de cinco anos têm maior risco de desenvolver formas graves. Cerca de 10 a 15% dos casos em bebês menores de dois anos necessitam de internação hospitalar, às vezes, na UTI.