Fonte: Diário de Pernambuco - Imagem: Divulgação

O Centro de Recondicionamento de Computadores (CRC), na Zona Norte do Recife, faz a entrega de 30 kits de computadores recondicionados para três entidades beneficentes.

A ação será nesta terça-feira (25), a partir das 9h, na Av. da Recuperação, 318 – Apipucos, sede da CRC. Segundo a instituição, a doação, que ocorre em parceria com a Prodabel e o Ministério das Comunicações, acontece devido ao descarte correto de material eletrônico e o trabalho de reaproveitamento dos itens. A instituição possui 11 ecopontos de descarte de materiais na Região Metropolitana. Os locais estão disponíveis no site: 123descartei.com.br.

De acordo com a diretora da CRC, Ângela Macedo, para cada descarte eletrônico feito de forma correta, além estar salvando o meio ambiente, ajuda diversas entidades. “Nós temos o trabalho social muito forte. Além da doação de maquinas, realizamos cursos profissionalizantes, de forma gratuita”, explica, salientando que no mês de junho serão abertas novas turmas, com a previsão para formação de 1.500 jovens carentes.

"Salientando que o descarte não especializado, tem por consequência a liberação de substâncias tóxicas contidas nos equipamentos eletroeletrônicos diretamente no solo e em águas superficiais e subterrâneas". Para o descarte correto, existe a lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), lei nº 12.305/2010.

As entidades beneficiadas serão: a Associação Nacional da Terceira Idade, que fica localizada em Olinda, a Casa da Juventude de Bonito e a Casa de Juventude de Glória do Goitá, ambas no Recife.

Ecopontos
Para facilitar no descarte desse material, além do drive-thru que o Centro de Recondicionamento de Computadores possui na sede, em Apipucos, há mais 11 ecopontos de coleta, 10 em Recife e um em Olinda.

Para saber o ponto mais próximo basta consultar o site: 123descartei.com.br

Podem ser descartados:

  • computadores;
  • celulares;
  • eletrodomésticos;
  • cabos/fios;
  • baterias, entre outros.

Fonte: Agência Pará - Imagem:  Mãos foto criado por pressfoto - br.freepik.com

O trabalho é feito por 20 profissionais, sendo 15 egressas do sistema penitenciário do Pará. Ao todo serão produzidas mais de 25 mil peças

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que as pessoas em situação de rua estão mais vulneráveis à infecção do novo coronavírus. Para prevenir o contágio da covid-19, nesse segmento social, o governo estadual retomou a estratégia dos espaços de acolhimento.