Fonte: Diário do Nordeste - Imagem: Foto de RODNAE Productions no Pexels

Conheça história de empreendedores que desenvolvem ações para auxiliar pessoas afetadas pela pandemia da Covid-19.

Uma grande quantidade de pequenos e médios empresários tiveram seus negócios prejudicados por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus. Muitos se viram obrigados a fechar as portas devido à queda na procura por produtos ou serviços. Ainda assim, alguns desses donos de empresas resolveram pôr em prática o gesto solidário de levar aos necessitados um pouco de dignidade por meio de doações.

Em abril de 2020, a hamburgueria Barney’s Burger criou uma campanha em que, para cada hambúrguer ou hot dog vendido, a empresa doaria pães para famílias carentes. Apenas no primeiro dia da ação foram doados 7,8 mil pães.

“Nossos clientes puderam consumir um produto de qualidade e ainda ajudar quem precisa. Neste momento em que estamos entendemos que precisávamos ajudar aqueles que mais precisavam”, comenta Marcelo Pimentel, fundador da hamburgueria.

A campanha “Felicibarney's 1 para 5” contou com a parceria das comunidades Shalom, Obra Lúmen e Instituto Vida Videira, que foram responsáveis por encaminhar as doações às casas de apoio e aos moradores de comunidades carentes.

SOLIDARIEDADE
A crise causada pela Covid-19 também despertou a empatia pelo próximo ao casal de fotógrafos Paulo Dario Soares Coelho e Edelane Fernandes Martins. Apesar dos empreendedores terem sido impactados pela baixa demanda dos seus serviços e terem que se reinventar, fotografando até remotamente, decidiram tomar a atitude de ajudar aos mais necessitados após uma conversa com um amigo ao telefone.

“Um amigo me ligou dizendo que o pai havia falecido e a mãe estava internada. Refletindo com minha esposa, chegamos ao consenso de que muitas coisas ruins estavam acontecendo e que praticamente não víamos pessoas dispostas a ajudar aos que mais estavam precisando. Foi quando decidimos ajudar as pessoas que mais estão sofrendo nesse momento”, relatou Dario.

O casal então começou a pedir ajuda aos amigos por doações de alimentos e passaram a pesquisar por grupos e instituições de assistência a pessoas carentes. Foi quando encontraram um grupo que apoiava pessoas em situação de rua.

“Eu comecei a orar. Senhor, por favor, me encaminha alguém que realmente esteja precisando, que seja uma entidade séria. Então, vi uma notícia no jornal sobre um grupo que alimenta moradores de rua. Falei: é o lugar certo, pois não tem pessoa que esteja sofrendo mais e desprovida de tudo, do que os moradores de rua”, lembra emocionada, Edelane.

A fotógrafa falou, ainda, do sentimento de poder ajudar, ainda mais, em um momento tão crítico como a segunda onda da pandemia. “O sentimento é de realização. É até uma forma de agradecer a Deus por ter um teto e estar passando por esse momento que a gente está passando e não estarmos sendo privados da condição básica de vida, ter um lar e comida boa”, relata.

Os fotógrafos fizeram um apelo em prol dos que vivem um momento mais delicado com a falta de alimentação, vestuário e moradia e concluíram o relato falando da importância de uma corrente em favor da vida.

“Se não puder dar muito, o pouquinho que cada um puder fazer vai, sim, impactar a vida de muitas pessoas. Tem muita gente precisando, então é a hora de doar e demonstrar amor pelo próximo”, reforça Dario.


SERVIÇO:
Campanha Felicibarney's 1 para 5: @barneysburger
Doações de alimentos para pessoas em situação de rua: @dariocoelhofotografia